contato@racoescoltdog.com.br
35 98876-6553

Vacina em cães e gatos: Nacional X Importada, você sabe qual a diferença?

Rações Colt Dog > News > Dicas e Novidades > Vacina em cães e gatos: Nacional X Importada, você sabe qual a diferença?

Vacina em cães e gatos: Nacional X Importada, você sabe qual a diferença?

Posted by: webmundo
Category: Dicas e Novidades

Qual a diferença entre a vacina importada e a nacional? você tem essa dúvida? 😲

As diferenças são gritantes e importantes, mas esse termo é inapropriada para diferencia-las. O termo ideal seria vacina ética, representada pelas importadas e vacina não ética, grupo composto pelas vacinas nacionais. Mas o que leva uma vacina a ser ética enquanto a outra não? vamos lá!

As vacinas possuem grandes diferenças no que se diz respeito à QUALIDADE! Infelizmente as vacinas nacionais não fornecem grande proteção aos animais como as vacinas importadas.

A diferença entre a chamada vacina importada e a vacina nacional é a quantidade de anticorpos produzidos por cada vacina após a imunização do animalzinho. As vacinas importadas são comprovadamente melhores que as nacionais sendo verificado através de inúmeros relatos clínicos e práticos.

A a venda e aplicação da vacina:

nacional não é considerada uma vacina ética pois é vendida sem restrições, em qualquer estabelecimento animal.

Já a vacina importada SOMENTE é administrada por médicos veterinários, que são as únicas pessoas capacitadas para averiguar a saúde do seu animalzinho. Somente após a consulta com o exame clínico que é feita a vacinação. Se o seu mascote apresentar-se adoentado, com febre, diarreia ou com uma simples gripe, não é feita a vacina, para não comprometer ainda mais a saúde do animal. Faz-se o tratamento adequado e posteriormente a vacinação, garantido assim a sua eficiência. 👩‍⚕️👨‍⚕️

Quando o paciente recebe a primeira vacina, não será em um ou dois dias que ele estará protegido contra as respectivas doenças contidas na vacina. O organismo do animalzinho vacinado começará a produzir anticorpos contra estas doenças, após 15 a 21 dias da aplicação, o que coincide com o primeiro reforço que pode ser dado 21 a 30 dias após a primeira dose.

Somente após 15 dias da terceira dose, é que o animal terá quantidade de anticorpos  suficientes para fazer a diferença entre estar saudável ou desenvolver alguma doença infecto-contagiosa. Então até lá, evite o máximo o contato de seu filhote com ambientes diferentes, ambientes que passaram vários outros animais.

O aproveitamento da qualidade envolvida na imunização, está ligado diretamente na condição física e nutricional do filhote, sendo assim somente o médico veterinário tem condições de avaliar adequadamente o animalzinho. Todo reforço da vacina, é obrigatório realizar uma nova avaliação clínica, para que possa realmente conferir a imunização (proteção) ao seu animal de estimação.

Desse modo, alguns fatores como: tecnologia da vacina, acondicionamento, transporte, forma de manipulação, temperatura e avaliação clínica prévia fazem a diferença entre vacinar e imunizar um animal, fazem a diferença entre vida e morte.

Agora que você já sabe, qual delas você tem mais confiança?

Author: webmundo

Deixe uma resposta